COMUNICADOS IMPORTANTES

Prezados,

Computadores:

Conforme já destacamos nas normas de inscrição dos trabalhos a XI Semana de História Política irá disponibilizar apenas os Data Shows para as comunicações. Cada participante deve levar o seu computador para poder utilizar o recurso.

Pagamentos:

Pagamentos realizados após o dia 05/11 (sábado). Para poder efetivar a sua inscrição após o dia 05/11 será necessário levar a cópia impressa do comprovante de pagamento para a mesa de credenciamento do evento.

Estacionamento

A UERJ não disponibiliza de estacionamento gratuito para pessoas externas a universidade.

Acesse agora a programação completa

Apresentação

07 a 11 de Novembro | 2016

A Semana de História Política da UERJ, em sua décima primeira edição, pretende dar continuidade às questões que foram abordadas nos encontros anteriores, ou seja, promover a pesquisa histórica, bem como o diálogo e aproximações entre pesquisadores com estudos que envolvam abordagens teórico-metodológicas no âmbito da história política.

Esse projeto visa fomentar o debate acadêmico entre pesquisadores, tendo o intuito de divulgar a produção historiográfica dos interessados e promover o intercâmbio de ideias, profissionais (discentes e docentes) e instituições, contribuindo para a solidificação do Programa de Pós-Graduação, além de investir na produção editorial da revista Dia-Logos, fruto imediato do desenvolvimento desta Semana.

Dentro de seu espírito de renovação e incentivo aos novos pesquisadores, a Semana oferece mesas para apresentações de trabalhos de pesquisa de graduados, de graduandos (iniciação científica e projetos de monografia de conclusão de curso), convidando-os a contribuir com a qualidade alcançada pelo evento nas edições anteriores.

O Evento realiza-se nas dependências da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, sob a direção de uma Comissão Organizadora, composta por discentes do Programa, que se liga à Coordenação da Pós-Graduação em História. Essa Semana impulsiona pesquisadores de diversos Programas do estado, e também do país, a produzir e movimentar seus conhecimentos, permitindo-os ganhar visibilidade, ampliar a temática e trocar experiências

Relações de poder: crise, democracia e possibilidades